Feb 21, 2013

Parque de Monserrate



Orquídeas voltam a florir no Vale dos Fetos de Monserrate

Este ano as orquídeas voltaram a florir no Vale dos Fetos, no Parque de Monserrate, tal como descrito no tempo de Sir Herbert Cook.

Para manter a tradição da época, no local foram também plantados fetos, begónias e fúcsias de acordo com a descrição de 1929 do Jardineiro-Chefe de então, Walter Oates. Graças aos trabalhos que foram executados ao longo do caminho que atravessa o Vale dos Fetos, pode ainda ser apreciada a bela vista sobre os lagos e relvado de Monserrate.

"Along the sides of a path which crosses the ravine, whence a fine view of it can be obtained, are irregular rock borders in which, beside many Ferns, Primulas of various species and varieties, Cyclamens, Cypripediums, and other old favourites, make a good show, shaded by enormous Plane trees."
Walter Oates, The Gardeners' Chronicle, 1929 

(via Parques de Sintra)

Parque da Pena


Parque da Pena repleto de Camélias

As Camélias já estão em flor no Parque da Pena, naquela que é a melhor altura do ano para as observar. No parque existe uma grande variedade de cameleiras, deixando os caminhos repletos de pétalas de várias cores. Esta é uma experiência única para os visitantes, que pode passear pelos caminhos usufruindo de um tapete de pétalas (os caminhos não são limpos durante este período, para que possam produzir o efeito desejado).

Apesar de existirem um pouco por todo o parque, as Camélias são mais frequentes na zona da Feteira da Rainha (Jardim das Camélias e Tanque dos Frades) e no Jardim da Condessa D'Edla (atualmente encerrado para obras de limpeza após o temporal de Janeiro).

(via Parques de Sintra)

Palácio Nacional de Queluz



Jardins do Palácio de Queluz ganham nova cor

Na sequência da plantação de bolbos iniciada no passado Outono, os jardins do Palácio de Queluz estão a adquirir uma nova cor. Canteiros, floreiras e vasos contam agora com novas espécies de variedades históricas que recriam o ambiente e o espírito da época (séc. XVIII).

No total, foram plantados mais de 1700 bolbos no Jardim Pênsil, Labirinto e Escadarias Robillon. Das espécies presentes no local podem ser destacadas as Tulipas, as Peónias, os Narcisos e os Jacintos.

Nos cerca de 50 vasos dispersos pelo Jardim Pênsil e pela Escadaria Robillon foram plantados 1300 bolbos de Jacintos, Coroas Imperiais e Narcisos, sendo estes colocados em recipientes de plástico e posteriormente introduzidos nos vasos originais, evitando assim a deterioração dos mesmos.

Nas floreiras com azulejos e nas floreiras com tijoleira foram plantados 1100 Martagões e Narcisos; nos canteiros centrais do Labirinto encontram-se 250 Açucenas brancas; e no canteiro do lago do Labirinto 150 Jacintos.

De todas as espécies plantadas é já possível de assistir à floração dos Jacintos e, no final de Março, estarão em flor as restantes espécies plantadas.

(via Parques de Sintra)

Feb 11, 2013

Caretos

Carnival masks of Trás-os-Montes
(seen in Santos Ofícios, a shop in Lisbon Downtown)